Intercâmbio na África: tudo que precisa saber

Muitas pessoas sonham em fazer um intercâmbio, mas não sabem ao certo qual é o momento para fazer isso, para onde irão, o que poderão encontrar nesse novo destino, se conseguirão realmente aprender inglês… Enfim, são muitas as dúvidas que aparecem!

Por isso, hoje nós vamos compartilhar com você a visão de uma pessoa que já fez intercâmbio na África do Sul e vai compartilhar com vocês o ponto de vista dela sobre o assunto.

Conversamos com Alanna Kern, que foi para a África em 2010, ou seja, na época da Copa do Mundo de Futebol.

“Eu lembro que conheci três Áfricas completamente diferente. Fui umas semanas antes da Copa começar, fiquei lá durante o evento e voltei um tempo depois. Então, em cada uma dessas fases, pude perceber diferenças claras, desde o mendigo que ficava na rua, até mesmo o comportamento da cidade como um todo”, conta a viajante.

Como principais diferenças, ela destaca o fato de que durante a Copa, sem dúvida, não era a África do Sul mesmo, a que você irá encontrar se for hoje para lá. Haviam poucos sul-africanos nas ruas, que estavam tomadas por gente do mundo inteiro e um esquema de segurança completamente diferente do dia a dia.

Ela ficou esse período em Cape Town, Cidade do Cabo, e destaca que antes da Copa começar, era comum encontrar mendigos na rua, por exemplo, coisa que não aconteceu mais, nem depois do período da Copa.

Mesmo com essa realidade, Alanna conta que se surpreendeu quando chegou lá e deu de cara com uma cidade rica em todos os sentidos.

“Lá tem muita gente com dinheiro, o que mostra também a desigualdade social bem grande do país. E, ao mesmo tempo, é um povo extremamente rico em alegria, determinação, rico na sua cultura e no seu modo de viver a vida. Lá, eu aprendi que é muito importante acreditarmos em nós mesmos. Foi o que um dos moradores da comunidade Imizamo Yethu me disse quando saí de lá. Foi uma experiência incrível”, compartilha Alanna.

Pedimos para ela destacar alguns pontos que ela considera importante para quem quer ir para a África do Sul, e ela destacou esses pontos aqui:

Povo extremamente amigável

Felicidade é a palavra que pode ser usada para definir o povo sul-africano. A alegria está neles, independentemente da situação em que eles estão vivendo. O que mostra que a alegria depende da gente, está dentro de nós, e não do que acontece no lado de fora.

Alanna já morou na Irlanda, que também é conhecido como um país de pessoas amigáveis, mas no ponto de vista dela nem se compara ao que ela encontrou na África do Sul.

Sem falar que lá é possível você encontrar pessoas de todos os jeitos, todas as idades e muitas nacionalidades diferentes.

Ela morou numa casa com várias pessoas do mundo inteiro e conta que não se esquece da coreana que comia ovo cozido com laranja todos os dias. São essas diferenças também que constroem uma boa experiência.

Pratica de esportes de aventura

Não sei se muitas pessoas sabem, mas na África do Sul é possível praticar vários esportes de aventuras. E, diferente do que muitas pessoas podem pensar, é algo que qualquer pessoa pode fazer (se tiver coragem! hahaah).

O legal é que quando você viaja, você se permite fazer muitas coisas que às vezes não faria se estivesse no Brasil.

Na África do Sul, por exemplo, é possível pular do maior bungee jump do mundo, mergulhar com tubarão branco, e se quiser algo mais leve, pode até mesmo fazer um safari, dormir no meio da selva ou então fazer um carinho em um leão. hehehe

As opções são variadas e você pode curtir muito todas elas, basta se permitir!

Eles têm várias línguas oficiais, além do inglês

Você pode ir para a África do Sul para aprender inglês, mas não vai ter como evitar ter contato com outras línguas africanas também. Afinal de contas, só de línguas oficiais, o país tem 11 contando com o inglês.

Isso também impacta um pouco na forma como o inglês é falado no país, já que o sotaque é bem carregado. Mas é muito bonito também…

Normalmente a maioria dos sul-africanos falam inglês, mas você também pode encontrar alguém que não fale inglês, mesmo essa sendo uma das línguas oficiais do país.

Isso acontece pois eles ainda vivem, até hoje, algumas consequências das suas histórias do passado, em que o povo era dividido em várias culturas diferentes. Então, na tentativa de unificar tudo, essa foi a alternativa encontrada.

Tanto que, mesmo com o fim do apertheid, Alanna relata que passou por uma situação em que um negro, ao ver que ela estava descendo as escadas em um hotel, se escondeu num canto e esperou ela passar, para depois então subir as escadas.

Para quem não sabe, o apertheid foi o nome dado para a época em que os negros eram desvalorizados em relação aos brancos e esse tipo de atitude, um negro ter que sair da frente de um branco para deixar ele passar, era comum.

Ainda bem que não é mais, não é mesmo?

 

Bom, esses são apenas alguns pontos que são importantes você conhecer sobre a África do Sul. Com certeza tem muitos outros, afinal de contas, como comentamos, a África é um país extremamente rico em cultura, história, belezas naturais e afins.

Então, se você está pensando em fazer um intercâmbio para a África do Sul, temos certeza que não irá se arrepender e que a experiência será incrível.

Abraços e até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *