Investimentos: o que você não deve fazer

No Brasil ainda são poucas as pessoas que têm a mentalidade de poupar ou investir seu dinheiro. Normalmente, todos os recebíveis do mês são gastos nas atividades diárias, pagamentos mensais e afins.

Porém, é muito importante que você comece a se educar financeiramente e entender o quanto poupar um dinheiro mensalmente pode fazer a diferença no seu orçamento final.

E, quando falamos poupar, não estamos falando em investir na Poupança, afinal de contas, foi-se o tempo em que esse era o melhor investimento a ser feito.

Hoje, temos muitas opções de investimento e também muitas crenças em relação ao dinheiro que precisa ser quebrada.

Uma dessas crenças, por exemplo, é que poupança é o melhor investimento por ser o mais seguro, ou então que você deve investir na compra de um imóvel.

Em um dos posts aqui do Catraca Líder, Trabalhar pouco e viajar muito, é possível?, nós discutimos um pouco sobre esse assunto com você e te mostramos que comprar um imóvel nem sempre é a melhor opção.

Se quer saber o motivo pelo qual esse pode não ser um bom investimento, é só acessar o post.

Já sobre a poupança, bom, vamos falar melhor sobre isso mais pra frente.

Afinal de contas, hoje vamos compartilhar com você algumas dicas importantes do que NÃO fazer na hora de investir, ok?

Então, vamos lá…

Não saber o motivo

Quando falamos motivo, estamos falando também de motivação.

Você sabe qual é a sua motivação para fazer um investimento? Para poupar?

Pode ser pagar a faculdade do seu filho, ter um fundo de reserva para caso dê algum problema não previsto na sua vida, pode ser para tirar um ano sabático, ou para qualquer outro motivo que realmente te motive na hora do aperto.

Poupar é também um hábito e algo difícil de ser adquirido por muitas pessoas, principalmente por aquelas que gostam dos prazeres momentâneos e não pensam muito no futuro.

Por isso, nesses casos, é fundamental que você tenha em mente qual é a sua motivação para investir esse dinheiro.

Assim, na hora que você quiser o dinheiro que seria do investimento, você terá o autocontrole necessário para não fazer isso.

 

Fazer metas imprecisas

Já falamos que é importante ter um objetivo ali em cima, não é mesmo? Porém, um dos maiores erros é quando esse objetivo, essa meta, não é extremamente clara.

Por exemplo, se sua motivação é juntar dinheiro para pagar a faculdade do seu filho, você precisa saber quanto terá que ter e quanto tempo tem para conseguir esse dinheiro.

Assim, sua meta será mais precisa e mais fácil de ser alcançada, por causa da clareza dos fatos.

Se a faculdade vai custar R$50mil e ele entrará na faculdade em 10 anos, esse é o tempo que você tem para levantar esse dinheiro.

Aí, depois disso, é começar a fazer o planejamento de como irá levantar esse dinheiro.

O que é o próximo assunto dessa nossa conversa.

 

Esquecer do planejamento

Muitas pessoas começam a investir sem fazer um planejamento prévio. E por planejamento, não queremos dizer apenas onde você vai investir, por exemplo.

Mas, também saber o quanto você pode investir, o quanto pode enxugar dos seus gastos diários e mensais, e afins.

Essa análise é fundamental e pode ser considerada até mesmo o primeiro passo para começar a fazer um investimento.

Você pode seguir padrões, como por exemplo investir 10% da sua renda mensal, 20%, 30%. Como também você pode estabelecer um valor mensal para isso.

Vale até mesmo começar a desenvolver uma atividade secundária em que você definirá que todos os rendimentos dela serão investidos, e não gastos no seu dia a dia.

Se trabalha de carteira assinada, 8h por dia, pode começar a desenvolver alguma atividade noturna ou até mesmo nos finais de semana que irão te render um dinheiro extra. E aí, será esse dinheiro que você deverá investir.

Sendo assim, o planejamento deve ser não só de valores, mas se você optar por essa segunda opção, deverá ser também dos horários e das atividades que irá desempenhar.

Então, tenha claro qual é seu objetivo final e em quanto tempo deseja conquistar esse objetivo.

Entrar em modalidades arriscadas logo de primeira

Quando falamos em investimento, estamos falando de trabalhar com o risco.

Normalmente, quanto maior o risco, maior o retorno do investimento. Porém, maior também a chance de você perder todo o seu dinheiro.

Então, para conseguir fazer esse tipo de análise, ou você precisa de um profissional realmente qualificado junto contigo nessa empreitada, ou então precisa ir caminhando aos poucos, sentindo o mercado e seu perfil de investimento.

Quem quer investir em algo mais arriscado, precisa entender como o mercado funciona, o que faz ele aquecer ou esfriar, e os fatores de risco que alteram tudo nessa área.

E pode ter certeza que não é fácil, que não é do dia para a noite que isso vai acontecer. Você vai conquistando esse conhecimento aos poucos.

Então, começar investindo em uma poupança, por exemplo, pode ser uma forma de te ajudar a criar o hábito de investir. Porém, outras opções com agendamento de retirada automática na sua conta, pode ser uma boa para você também.

Investir todas as suas fichas em apenas um ponto

Quando o assunto é investimento, o ideal é que você não aposte todas as suas fichas em um único investimento. Você poderá perder tudo de uma vez só.

Tendo diferentes investimentos, se um vai mal, o outro pode estar bem, e assim você consegue trabalhar melhor com um equilíbrio entre eles.

E na verdade essa é uma dica não só em relação aos investimentos, mas também em relação a tudo na sua vida que tenha a ver com dinheiro.

Ter apenas uma renda mensal, por exemplo, também é complicado. Se for demitido do emprego, por exemplo, vai ter que começar tudo de novo, procurar emprego e tal. Nesse meio tempo, pode ser que passe por algumas dificuldades financeiras.

Então, para evitar esse tipo de situação, o ideal é que você sempre tenha mais de uma fonte de renda. Assim como, pelo mesmo motivo, o ideal é que você também invista em coisas diferentes.

Sendo assim, aquela verba que você definir no planejamento, que foi um dos primeiros passos que citamos ali em cima, você pode escolher também quais são as modalidades que irá investir.

Não se questionar sobre as tendências

É comum que muitos sites, por exemplo, comecem a divulgar as tendências de investimento do mercado. Porém, enquanto está todo mundo indo para o mesmo lado, pode ter investimentos que não estão “na boca do povo” e que poderão te dar mais lucratividade do que esses que estão sendo difundidos.

Além disso, pode ser também que essa movimentação seja uma jogada estratégica de alguém que trabalha na área e quer que você siga por aquele lado, para ele poder seguir por outro.

Então, sempre que encontrar alguém falando de tendências no mercado, não acredite cegamente nisso. Faça questionamentos e levante informações para confirmar se esse realmente é um bom investimento.

Quando compramos um imóvel, por exemplo, muitas pessoas podem dizer que comprar na planta é o melhor investimento. Porém, tem muitas pessoas que mesmo comprando na planta não conseguiram realmente lucrar após a entrega das chaves. Isso porque, além do pagamento do imóvel, ainda teve que pagar algumas taxas ao longo dos anos que, mesmo tirando a valorização do imóvel nesse período, acabou não valendo a pena.

 

E dessa forma nós encerramos a série de dicas relacionadas a investimentos financeiros que tínhamos para te dar hoje.

Resumindo, a lição que queremos deixar para você é que: sempre questione o quanto é efetivo aquele investimento que você está fazendo, se ele está dentro do seu perfil de investimento e se você realmente tem capacidade de investir nisso.

Esses pontos vão te ajudar a não entrar numa cilada e realmente conseguir fazer um investimento que te trará lucros, e não só dor de cabeça.

E se quiser dar uma olhada em outros posts do blog, tem vários conteúdos bacanas para você aqui. Dá uma olhada nesses links:

E, se quiser compartilhar com a gente seu ponto de vista sobre o quanto é difícil ou não fazer investimentos financeiros, é só comentar aqui no blog.

Vamos discutir esse assunto e inserir a edução financeira na nossa vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *