Trabalhar pouco e viajar muito, é possível?

Pense na seguinte situação: se hoje você tivesse que mudar de casa apartamento, quantas coisas iria descobrir que pode jogar fora, que nunca mais usou ou que estão paradas e até tem utilidade, mas no meio de tanta coisa você acabou esquecendo deles?

Pois é, o processo de mudança pode ser cansativo, mas também pode ser uma oportunidade de você repensar tudo que tem na sua vida, inclusive seu estilo de vida.

Desapegar de muitas coisas pode não ser fácil, porém, irá te dar uma maior autonomia, mais organização na sua casa e até mesmo deixar a energia do novo entrar na sua vida.

Além desses pontos, você também terá a oportunidade de refletir: será que realmente preciso de tudo isso para viver?

E essa é a pergunta que os considerados minimalistas sempre estão fazendo para si mesmos, e não apenas nos momentos de mudança, mas sim em todos os momentos da vida deles.

Isso só é possível pois eles têm em mente que precisam ter em suas vidas apenas aquilo que tem utilidade, aquilo que eles usam no dia a dia, aquilo que realmente é importante para viver.

Muitos podem confundir isso com “fazer de tudo para economizar”, porém, não é bem esse o estilo de vida dessas pessoas. Claro que a economia também é um ponto que acaba acontecendo na vida de quem vive esse estilo, porém, ela é muito mais uma consequência do que um objetivo primário.

Inclusive, muitas pessoas que vivem esse estilo de vida não necessariamente optam pelo mais barato. Elas podem preferir, por exemplo, ter poucas roupas, porém de qualidade. Dessa forma, a quantidade não é importante, mas a qualidade sim.

E sobre as viagens? Bom, essa também é uma questão interessante entre as pessoas que optam por esse estilo de vida. Claro que não é uma lei, porém, normalmente essas pessoas têm mais tempo e dinheiro para investir em prazeres importantes para eles, como as viagens, por exemplo.

No lugar de comprar um apartamento e ficar 30 anos pagando o financiamento, você pode alugar uma casa no Airbnb e viajar o mundo desse jeito. Pode alugar uma casa menor, com estrutura para você morar por um tempo e depois ir embora, para outro canto.

Inclusive, você já parou para pensar se realmente vale a pena comprar um imóvel hoje em dia?

Por exemplo, se você tem um imóvel de R$350 mil em Florianópolis, normalmente o aluguel dele vai ficar em torno dos R$1500. Claro que essa realidade pode mudar bastante, mas estamos usando isso como parâmetro.

Se você pegar esse mesmo valor e colocar na poupança, que é um dos investimentos mais seguros e que por isso tem uma taxa de rentabilidade muito pequena, mensalmente você vai tirar R$1750 de rendimento.

Daria para pagar o aluguel desse apartamento e ainda sobrariam R$250 por mês que você poderia gastar como quiser. Além disso, se por algum motivo precisar do dinheiro, ele estará lá na sua poupança para usar do jeito que você precisar. Bem diferente de um imóvel, que para vender não é tão fácil assim.

Outro bem que as pessoas costumam comprar bastante são os automóveis. Você já parou para pensar o quanto poderia andar de Uber ou Taxi com o valor que pagou pelo seu carro? Ainda por cima tem a desvalorização, que normalmente é bem grande com um carro, ainda mais se você tirou ele novo da concessionária.

E os gastos mensais com gasolina, impostos, seguro… Tem que fazer o cálculo do quanto você anda de carro e do quanto você gasta com ele, quem sabe está jogando dinheiro fora tendo um carro, não é mesmo?

Se você tem um carro que vale R$30mil, por exemplo, ele desvaloriza 10% ao ano, que nesse caso seria R$3mil. Além disso, você gasta R$300 por mês de gasolina, mais R$2mil de seguro por ano e uns R$700 por ano de IPVA e afins.

Dessa forma, você tem um gasto anual com ele de R$9300, o que dá em média R$775 por mês de gastos.

Levando em consideração que o valor por quilômetro do Uber é de 1,40, você poderia rodar com o Uber 550 quilômetros por mês que ainda estaria no lucro em relação ao carro.

Isso dá uma média de 18km rodados por dia. Então, se você roda menos do que isso por dia com seu carro, é sinal que está tendo mais despesas com ele do que se andasse de Uber.

Então, é esse tipo de raciocínio que uma pessoa com o espírito minimalista faria na sua vida. No lugar de investir seu dinheiro comprando bens que no fim das contas não acrescentam de verdade nas suas vidas, eles preferem investir seu tempo e dinheiro de outras formas.

Seja passeando, viajando o mundo, conhecendo outras culturas, como também trabalhando menos e dando menos valor para o dinheiro, mas sim para a sua qualidade de vida.

Ganhar menos em muitos casos pode também significar trabalhar menos, e quem trabalha menos tem mais tempo para outras atividades além do trabalho.

Em um dos posts aqi do blog compartilhamos uma ferramenta muito legal chamada Roda da Vida. Dá uma olhada nesse post: Técnica vai trazer equilíbrio para a sua vida.

Com ela, o objetivo é que você consiga olhar para todas as áreas da sua vida e perceba qual delas hoje precisa mais da sua atenção. E quando falamos área da vida, estamos falando de relacionamento amoroso, sua saúde física e mental, a vida social, amigos, hobbies. Alguns pontos importantes, mas que muitas vezes não paramos para analisar e ver o quanto isso pode estar nos fazendo falta em nossas vidas.

Então, acesse esse post e veja o quanto essa ferramenta e também o estilo de vida que estamos comentando hoje pode começar a fazer você pensar na sua vida com outros olhos.

Olhos de quem percebe que acumular bens financeiros talvez não seja a melhor forma de definir se você teve sucesso ou não na sua vida.

Talvez, a melhor forma de fazer isso é viver uma vida com sentido, com mais plenitude, mais felicidade. Que sucesso na vida não é viver sendo escravo do seu trabalho, mas sim conseguindo olhar para dentro e ver o que você realmente precisa para ter sucesso.

E para muitas pessoas essa é uma realidade bem difícil de se pensar quando se tem um filho, por exemplo. Mas, várias mães, pais, vivem essa realidade com seus filhos e não sentem falta nenhuma de uma realidade diferente.

Inclusive, viajam o mundo com seus filhos e pode ter certeza que para os pequenos é diversão garantida. O mais importante para todos, não importa a idade, é a felicidade, é a qualidade de vida, o bem-estar, a saúde.

Então, se você conseguir ofertar isso para ele, com certeza essa será a melhor forma de ter filhos bem sucedidos. Filhos que entendam a importância de uma vida equilibrada, de olhar o outro com um olhar mais empático, mais solidário.

Talvez, se começarmos a educar nossos filhos dessa forma, o mundo daqui uns anos seja um lugar melhor para se morar.

Sendo assim, fica aqui a mensagem de que, sim, é possível você trabalhar pouco e viajar muito. Você precisa apenas mudar o olhar que tem hoje para a sua vida e começar a se questionar se tudo que você fez até hoje está dentro dessa realidade, desse sonho que você tem.

Um sonho que muitas vezes fica lá no fundo, escondido, que a gente não tem coragem de assumir que tem. Porém, muitas pessoas estão seguindo esse caminho, e você também pode ser o próximo.

Busque estar entre pessoas que pensam dessa forma também, não tenha dúvida que isso irá te ajudar bastante a conquistar esse sonho e estar pronto para viver uma vida mais pautada no equilíbrio.

E, se quiser dar uma olhada em outros posts importantes que fizemos aqui no blog e que te farão pensar sobre alguns pontos importantes das nossas vidas, dá uma olhada nesses links:

Em todos eles o nosso objetivo é te fazer pensar sobre alguns pontos importantes. Dicas para te mostrar como é possível você viver a vida que realmente quer viver, além de fazer você questionar se está num ambiente de trabalho hoje que te faz ser mais produtivo ou se ele acaba diminuindo sua produtividade.

Assim como lidar com sentimentos profundos como a solidão ou a vontade de mudar de profissão. Caso algum desses assuntos tenha tocado o seu coração, então não pense duas vezes antes de acessar um desses posts e deixar a emoção vir.

Tem vezes que a dor vem para nos tornarmos pessoas melhores, depende de você decidir qual caminho quer seguir. O da dor que não ensina, ou da dor que te faz melhor do que era antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *